Você já viu uma semente de orquídea? Essas plantas de flores belas não atraem só os apreciadores de orquídeas, mas também seus polinizadores. O aparecimento do fruto vem de uma série de acontecimentos, como a produção da flor, a atração do polinizador e a fecundação do ovário da planta. Pronto, agora é só esperar o fruto crescer. Realizamos uma coleta de sementes no Orquidário Nora Benchimol Minev, localizado no Museu da Amazônia, das espécies Braemia vittata (orquídea-chocolate) e Rodriguezia lanceolata.

Para nossa surpresa, as sementes são estruturas translúcidas e muito diferentes, uma obra de arte realizada pela natureza! O fruto da B. vitatta tem o tamanho de
3 cm de comprimento e suas sementes são minúsculas, medindo aproximadamente
1 mm. Já o fruto da R. lanceolata mede 2,5 cm de comprimento e suas sementes aproximadamente 0,04 mm.

Fruto de Rodriguezia lanceolata • Foto Vanessa Gama / Musa

Fruto de Rodriguezia lanceolata • Foto Vanessa Gama / Musa

O mais incrível é que os frutos das espécies observadas no Orquidário variam em formato e tamanho, mas a maioria deles se assemelha a uma cápsula. Dentro do fruto há milhares de sementes, tão pequenas que é quase impossível visualizar sem o auxílio de uma lupa. Essas pequenas estruturas são dispersas pelo vento e contêm pouca reserva nutricional.

Texto Pollyana Marcião / Musa • 10/10/2014