O animal que vemos no vídeo foi registrado da torre do Museu da Amazônia e se alimentava da castanha de uma árvore da família Lecythidaceae, popularmente conhecida como mata-mata.

É um macaco-prego da espécie Sapajus apella, que pode ser encontrado na copa das árvores e que ocasionalmente desce ao chão para coletar frutos. Os machos desta espécie são os líderes do bando e maiores que as fêmeas, chegam a pesar aproximadamente 3 kg. Estudos mostram que na Reserva Ducke um bando de macacos-prego pode conter aproximadamente 36 indivíduos e ocupa uma área de até 850 hectares.

Têm uma dieta onívora, consumindo polpa de diversos frutos maduros, sementes, insetos, pequenos mamíferos, anfíbios, ovos e filhotes de aves, seiva, néctar, flores e folhas.

É considerado a espécie mais inteligente das Américas, pois apresenta habilidade cognitiva superior aos outros primatas. Diversos estudos relatam macacos dos gêneros Sapajus e Cebus utilizando ferramentas para auxiliar na sua alimentação. Podem bater a casca dura de alguns frutos contra o tronco de árvores, ou até mesmo utilizar rochas como martelo para abri-los.

Texto Fernanda Meirelles / Musa • 12/05/2015