CTA_noticia

No período de 29 de junho a 1º de julho de 2015 foi realizado no Centro de Treinamento Agroflorestal (CTA) do Musa, situado no Projeto de Assentamento (PA) Água Branca, uma troca de experiências agroecológicas. A realização ocorreu pela parceria entre o Musa e o Instituto Piagaçú, tendo como público alvo agricultores de comunidades da região do Rio Purus e agricultores do PA Água Branca.

Nesses três dias de curso foram abordados temas como: Meliponicultura; Práticas de Adubação da Agricultura Orgânica com Compostagem e Biofertilizantes; e Sistemas Agroflorestais (SAF), com a contribuição dos próprios agricultores e da equipe técnica presente, havendo importantes momentos de trocas de experiências com atividades práticas, finalizando com a implantação de uma Agrofloresta.

A Agrofloresta é uma prática de uso produtivo do solo, em que se consorcia plantas agrícolas e florestais na mesma área, onde a fertilidade no solo ocorre em diferentes níveis e ciclos ao longo do tempo, com grande acúmulo de matéria orgânica e nutrientes. Favorecido pelas condições ambientais amazônicas, o método se contrasta com a prática usual de derruba, corte e queima, opondo-se a perda de nutrientes disponíveis e degradação do solo em curto tempo, sendo comprovado e demonstrado na prática pelos agricultores do Água Branca que possuem áreas de SAF em terra firme e pelos agricultores da região do Rio Purus.

Houve troca de sementes entre os agricultores, com grande diversidade de espécies hortícolas, frutíferas e especialmente manivas de mandioca e macaxeira, troca que deve ser estimulada para que não se percam as variedades tradicionais alimentícias e de usos múltiplos amazônicos.

Texto Flavia Kato e Eric Brosler • 02/07/2015