Aturás • mandiocas • beijus

Inauguração: Abril de 2017

A exposição é dedicada ao Sistema Agrícola Tradicional dos povos indígenas do rio Negro, registrado pelo IPHAN em 2012 como patrimônio imaterial do Brasil. Um patrimônio que se expressa em variedades de cultivares, de técnicas, de processos, de línguas e de práticas agrícolas tradicionais. Práticas e processos responsáveis pela grande diversidade (mais de trezentas) de variedades de mandiocas que encontramos na região.

O Musa deseja contribuir para divulgar e valorizar a diversidade dos cultivares, as técnicas tradicionais no manejo das roças e na produção de farinha e de outros alimentos.

A curadoria da exposição está a cargo da antropóloga e museóloga Lucia H. van Velthem, com a colaboração da etnobotânica Laure Emperaire e da antropóloga Maria Manuela Carneiro da Cunha.