A segunda torre do Musa, de alumínio, tem 40 m, é um pouco menor do que a outra torre de aço. Ela se destina a dar apoio às pesquisas dos que estudam o clima, a botânica, macacos e insetos, nos diferentes níveis da floresta. Vida surpreendentemente diversa à medida que nos afastamos do solo.

Se o seu interesse é de observação científica, o acesso periódico à torre pode ser solicitado com antecedência. Os resultados das pesquisas realizadas a partir desta torre têm compensado a longa e paciente espera que acompanha toda observação na floresta.