Peixe de grande porte, o tambaqui (Colossoma macropomum) pode alcançar cerca de 1 metro de comprimento, sendo o segundo maior com escamas nos rios da Amazônia, menor somente que o pirarucu (Arapaima gigas). Bastante conhecido na cidade de Manaus pelo alto índice de consumo, aproximadamente 60% da quantidade de todas as espécies utilizadas para este fim, ainda pouco se conhece sobre sua biologia. Pertence ao mesmo grupo das piranhas (Serrasalminae), porém, é um peixe dócil e sua alimentação tem como base sementes, frutos e zooplâncton como complemento. Pode resistir a baixas concentrações de oxigênio num determinado ambiente expondo seus lábios próximo à superfície e depois de um momento conseguindo expandir o lábio inferior, facilitando a captura de águas mais aeradas, processo conhecido como UAIU.

Texto Jhomaxon de Souza Gonçalves / Musa

Outras notícias sobre peixes:
Um majestoso colossal: pirarucu
Aruanã: a surpresa que vem das águas
O retorno do poraquê
Peixe arara?
Arraia-cururu

Ver galeria de fotos de peixes:
Peixes