Diretor do Museu da Amazônia foi homenageado na Aleam

Nesta quarta-feira, 21 de agosto, a Ciência foi enaltecida no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). O Diretor do Museu da Amazônia (Musa) e incansável na preservação da floresta Amazônica professor Ennio Candotti recebeu o título de Cidadão Amazonense. O físico Ítalo-Brasileiro explicou que adotou o Amazonas e a Amazônia “para aprender a ler, escrever e contar na imensa biblioteca da floresta”.

A proposta foi do deputado estadual Serafim Corrêa. “Ennio é um nome nacional. É um cientista que dedicou a vida inteira à ciência e à tecnologia. Nos últimos anos, dedicou-se à Amazônia. Hoje, ele preside o Musa, que é a Manaus que Manaus não conhece”, disse o parlamentar.

Para o professor Ennio Candotti, o Título de Cidadão do Amazonas é uma grande alegria. “Essa homenagem me sensibiliza muito. Sinto também que me atribui mais responsabilidades naquilo que estou construindo. Agora, sou parte da grande família do Amazonas. Até agora, o que eu fazia e dizia era visto e ouvido como dito e feito por um viajante. Agora sou cidadão do Amazonas. A Assembleia do Amazonas me convidou e me deu o direito a criar raízes nesta generosa terra”, disse o homenageado.

Sobre o homenageado

Ennio Candotti nasceu em Roma, Itália, em 1942. Veio para o Brasil com a família em 1952 e se naturalizou brasileiro em 1983. Formou-se em Física em 1964 pela Universidade de São Paulo (USP). Como professor de Física, lecionou nas Universidades Federais do Rio de Janeiro (UFRJ), do Espírito Santo (UFES) e do Amazonas (UFAM) e na Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Ennio Candotti foi editor das Revistas Ciência Hoje, entre 1982 e 1996, e Ciência Hoy (Argentina), em 1988. Por quatro mandatos foi eleito presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e em 1999 foi declarado Presidente de Honra. Candotti também recebeu em 1998 da Unesco o Prêmio Kalinga para popularização da Ciência.

Atualmente é diretor do Museu da Amazônia, criado em 2009 em Manaus, dentro da Reserva Florestal Adolpho Ducke, considerada o maior espaço de floresta em área urbana do mundo com 10 mil hectares. É casado com Maria Elisa da Costa Magalhães, também Física; com quem tem um filho, o sociólogo Fabio Magalhães Candotti.