Os fungos são conhecidos como bolor de pão, mofo, orelha-de-pau, leveduras e cogumelos. São classificados no seu próprio reino: Fungi. Diferenciam-se de animais e plantas por se nutrirem por absorção e pela parede celular constituída de quitina. Existem seis grandes grupos de fungos: Microsporidia, Chytridiomycota, Zygomycota, Glomeromycota, Ascomycota e Basidiomycota.

Partes do fungo

A olho nu, podemos ver apenas os macrofungos, e geralmente o que vemos são os cogumelos. Porém, os cogumelos não são o organismo inteiro, são apenas suas estruturas reprodutivas, semelhantes aos frutos nas plantas. 

Desenho Roberto Suárez

Desenho Regina Carvalho

Interações

As interações dos fungos com a matéria orgânica morta e as plantas são um dos pilares que sustentam a vida na floresta. Os fungos decompõem as folhas e troncos caídos em compostos menores que são absorvidos por eles e pelos vegetais. Alguns fungos, chamados de micorrizas, associam-se às raízes das plantas, protegendo-as de doenças enquanto recebem água e nutrientes. Outros, chamados de endofíticos, vivem dentro das plantas – em suas raízes, folhas e caules – e as protegem de doenças e dos ataques de herbívoros. Os fungos também se associam às algas, formando os líquens, e podem interagir com diversos insetos e outros animais, causando doenças ou servindo como alimento.

Chão da floresta com folhas e galhos que serão decompostos pelos fungos • Foto Vanessa Gama/Musa

Micélio de fungo crescendo em folha seca • Foto Vanessa Gama / Musa

Você sabia?

Hoje são conhecidas entre 70 e 120 mil espécies de fungos. A cada ano são descritas cerca de 1.200 novas espécies, e estima-se que existam 3 milhões de fungos no mundo. Os pesquisadores acreditam que a grande maioria das espécies desconhecidas se encontra nas florestas tropicais, como a Amazônia.

Os fungos já foram considerados plantas primitivas, mas estudos genéticos mostraram que eles são evolutivamente mais próximos dos animais. A principal característica que os aproxima dos animais é a presença, nos Chytridiomycotas, de esporos com flagelo, semelhantes aos espermatozoides.

Importância econômica

Os fungos vêm sendo usados pela humanidade há séculos na fabricação de queijos, carnes, pães e bebidas fermentadas. Também são usados como antibióticos, sendo o mais famoso deles o fungo Penicillium chrysogenum, do qual se obtém a penicilina.

Galeria de fotos relacionadas:
Fungos