Orchidaceae é uma das maiores famílias de plantas com flores (Angiospermas), com cerca de 725 gêneros e mais de 20 mil espécies distribuídas amplamente no planeta. A maior diversidade de orquídeas se concentra nos trópicos. 

No Brasil, ocorrem cerca de 2.550 espécies, das quais 64% são endêmicas. O orquidário do Musa expõe espécies de orquídeas que ocorrem na Amazônia. As espécies em exposição foram resgatadas da própria floresta do Jardim Botânico, sendo um pequeno número originário de áreas próximas a Manaus. 

Morfologia

As orquídeas podem ser ervas terrestres ou epífitas (ocasionalmente trepadeiras) que geralmente formam pseudobulbos, e cujas raízes são micorrízicas (associação mutualista entre raízes e hifas de fungos). A superfície das raízes é esponjosa e composta de células mortas para a absorção de água (velame).

As flores variam muito em tamanho e cor e possuem três sépalas externas que podem ser parecidas às pétalas. Das três pétalas internas, as duas laterais são chamadas de alas, enquanto a terceira, bastante diferenciada, é chamada de labelo. O labelo é a pétala mais chamativa e variável, usada muitas vezes como plataforma de pouso para os insetos polinizadores.

Filamento, antera, estilete e estigma se fundem, formando a coluna. Os grãos de pólen quase sempre se encontram aglutinados em massas cerosas chamadas polínias, cobertas pela antera. O ovário pode conter até um milhão de óvulos, que após a polinização geram um fruto com milhares de sementes. Os frutos são capsulares e deiscentes, com 3 a 6 fendas longitudinais. As sementes minúsculas são dispersas pelo vento e precisam da associação dos fungos micorrízicos para germinar.

Morfologia da flor de Maxillaria parkeri

Polinização, recompensa e camuflagem

A polinização nas orquídeas pode ser feita por vários tipos de insetos e algumas aves, e a maioria depende de polinizadores específicos. As flores oferecem recompensas florais como pólen, néctar ou fragrâncias florais. Porém, algumas orquídeas apenas enganam os polinizadores através do mimetismo da forma e do odor das fêmeas de alguns insetos (abelhas, vespas ou moscas), e a polinização é feita numa tentativa chamada de pseudocópula, na qual os machos enganados tentam copular com as flores.

A flor da Encyclia vespa lembra uma vespa

Você sabia?

Aproximadamente 46% das espécies de orquídeas possuem um único polinizador. O sucesso evolutivo das orquídeas talvez se deva ao hábito geralmente epifítico e também à especiação originada pela especificidade de seus polinizadores.

Importância econômica

Muitos gêneros são utilizados como ornamentais (Brassia, Cattleya, Coelogyne, Cymbidium, Dendrobium, Encyclia, Epidendrum, Laelia, Miltonia, Oncidium, Paphiopedilum, Phalaenopsis, Vanda). É muito comum a  hibridização artificial entre gêneros para criar flores vistosas para o mercado. Além disso, os frutos de Vanilla planifolia são usados para extrair a essência de baunilha.