Epífitas no angelim-pedra
[1] Philodendron pulchrum (Araceae); [2] Coussapoa orthoneura (Urticaceae) • Foto Gil Miranda

As hemiepífitas têm um modo curioso de crescimento: ou germinam no alto das árvores, no dossel, e lançam suas raízes para o solo ou germinam no solo e sobem pelas árvores, apoiadas no seu tronco. Podem permanecer conectadas ao solo ou perder essa conexão ao longo do tempo.

Os mata-paus (Coussapoa orthoneura) podem engrossar suas raízes e abraçar a planta hospedeira. Desse modo, ela pode até morrer e o mata-pau se tornaria, então, a árvore verdadeira.